Filmes com a fotografia como tema

Pediram pra eu comentar sobre alguns filmes que abordam o tema fotografia, aí fiquei pensando a respeito e o único critério que usei pra escolher os filmes foi o fato deles serem de alguma forma importantes para mim, independente de serem ou não clássicos, sucessos de Hollywood ou qualquer outro rótulo. Para não ficar com cara de top 5, lista definitiva ou essas indicações que se tornam chatas vou apenas fazer breves comentários (não sinopses) do motivo do filme ter sido escolhido. Em breve comentarei sobre filmes que contam biografias de fotógrafos que gosto.

Os cinco filmes que sugiro

Repórteres de Guerra (The Bang Bang Club)
A ética do jornalismo (ou do fotojornalismo, nesse caso) é o que fica evidente nesse filme. Por se tratar de fotógrafos de guerra que já viram e fotografaram vários tipos de atrocidades, violências e todo tipo de desumanidades que uma guerra pode gerar, uma dúvida vem à cabeça: até onde o exercício da função de fotojornalista é mais importante do que, por exemplo, salvar uma vida? Esse filme (que foi baseado no livro “The Bang Bang Club”) aborda esse assunto, incluindo o famoso caso do fotografo Kevin Carter que ganhou o Prêmio Pulitzer de Fotografia de 1994.

Janela indiscreta (Rear window)
Onde termina as fotos voyeur e começa a invasão de privacidade? O filme não é sobre ética na fotografia, mas em determinado ponto é discutido se o fotógrafo em questão não estaria ficando louco ou obcecado por isso. Qual o limite e será que ele existe?

Bettie Page (The Notorious Bettie Page)
Filme que mostra a relação da fotografia pin-up e fetichista com a cultura, política e valores da sociedade americana nos anos 50 e como tudo isso aconteceu na vida da modelo Bettie Page com todos seus prós e contras e como ela lidou (ou não) com tudo isso.

A vida secreta de Walter Mitty (The Secret Life of Walter Mitty)
Uma mistura de aventura, fantasia e comédia dramática que na prática passa duas mensagem simples e diretas, como um soco na boca do estômago. Não desistir das coisas que você quer, que você acredita, por mais clichê que isso possa parecer. Permita-se, curta aquilo que está fazendo, não é porque seu oficio é fotografar que você não pode desfrutar do momento que está sendo fotografado.

Janela da Alma
Dezenove depoimentos de pessoas com problemas visuais que falam como percebem o mundo tendo que se adaptar com o tipo de deficiência que carregam consigo. Por exemplo, o filósofo e fotógrafo esloveno Eugen Bavcar, que é cego, mostra como tira ótimas fotografias e como supera sua limitação. Emocionante em todos os aspectos, abordagens e discussões, além do fato que compartilho de certa forma com esse tipo de limitação, pois também tenho miopia.

Espero que gostem das indicações.
Abraços e até semana que vem.

Raphael Prado

Fotógrafo graduado pelo Senac, apaixonado por música, futebol e por novas formas de retratar o cotidiano.